Usuários online usuários online Atlético Chineiro: Chineiro 5 anos - Restrospectiva 2007

domingo, 22 de maio de 2011

Chineiro 5 anos - Restrospectiva 2007


O ano de 2007 para o Chineiro começou dentro de campo com um número a ser batido até hoje, os primeiros jogos marcaram a maior invencibilidade da meta da equipe suja ficando 335 minutos sem levar gols. Neste início de temporada também tivemos um feio desentendimento com o ABC, marcando a maior briga campal do Chineiro com outra equipe, vale lembrar que este ABC não é o ABC TechnoCorp nem o ABC do goleiro Eduardo Kbeça. Na sequência a este jogo fomos a Caxias enfrentar a equipe do Farrapos, foi a primeira excursão do Chineiro e o jogo não deixou a desejar, depois de levar um baile no primeiro tempo tomando 3 x 0 o Chineiro virou o jogo para 5 x 4, mas no final acabou cedendo o empate em um lance discutível. O próximo jogo marcaria nossa primeira vitória em cima dos amigos do XXIII de setembro por 4 x 3 e até os dias de hoje o Chineiro mantém uma grande invencibilidade contra o time de Daniel Dominó, Euricão e Cia.
Fizemos grandes goleadas neste ano, como por exemplo 9 x 1 e 12 x 0 no Cairu, no antigo RS em Alvorada, mas também tomamos grandes goleadas, como 6 x 0 para o Azenha e 4 x 0 para União, ambos na Copa União, tal jogo contra o União também leva uma das histórias mais engraçadas do Chineiro, quando encerrava o primeiro tempo em zero a zero entre as duas equipes após o Chineiro ter levado uma grande pressão durante os 45 min iniciais Maurício Calcanhar largou a seguinte frase: "eles estão achando que é só fazer o primeiro e vão nos golear". O resultado final foi 4 x 0 para o União.
A Copa União, organizada pelo União foi uma grande furada em que o Chineiro entrou, os jogos no domingo quase acabaram com a equipe, mas também atráves dela convidamos os amigos antigos Marcão e Guina para atuarem conosco. Guina inclusive marcou gol em nós no empate em 1 x 1 contra o Lyon.
2007 também marcaria como um ano que não conseguimos vencer o Olympikus, depois de dois empates em 2006, tivemos mais um empate em 1 x 1 e uma derrota por 3 x 2, a vitória só viria em 2008. Também não conseguimos vencer o Santana do folclórico Jair e sua turma, foram duas derrotas, 2 x 1 e 4 x 3. No 2 x 1 Diego pegou um penalti e Rafael Tropeço marcou seu primeiro gol de cabeça na equipe, dois sinais vivos de quem a vitória realmente não aconteceria neste jogo, mas o pior estaria por vir na derrota de 4 x 3 também no RS em Alvorada, Igor Amazarray desencantaria e também marcaria seu primeiro gol na equipe e lembrou Pelé com a frase "Salvem as criançinhas", foi uma das derrotas mais comemoradas pelo Chineiro.
Começaríamos também uma grande invecibilidade contra o Katimaray neste ano, foram várias vitórias em cima da equipe laranja. Mas falando em vitória, é inegável não lembrarmos da vitória em cima do Alambiki, na ocasião Acosta jogaria sua primeira partida pelo adversário e iniciaria no banco, mas como o Chineiro só tinha 10 jogadores o adversário cedeu Acosta, que acabou com o jogo e juntou-se ao Chineiro até hoje. Após o jogo contra o Alambiki enfrentamos um adversário duro que valorizou muito a vitória em um grande jogo: Russo Preto. Enfrentamos o Russo Preto (do magro zagueiro Carica na época e hoje atual treinador) no RS com uma grande invencibilidade, na verdade o Russo Preto nunca tinha perdido em suas dependências, mas Fabiano deu show marcando 3 gols e o Chineiro venceu por 5 x 4 no final do jogo.
Fabiano foi o artilheiro deste ano com 33 gols em 27 jogos e Marco fez 18.

Campanha:
29 jogos
14 vitórias
12 derrotas
4 empates
96 gols marcados
74 gols sofridos
+ 22 saldo

7 comentários:

  1. Carica Russo Preto24 de maio de 2011 13:06

    Grande Diegão, quero te parabenizar pelas matérias postadas no blog de vcs, dizer que isso incentiva mto o teu grupo e serve de exemplo para outras equipes...lembro como se fosse hj desta partida que ficou marcada pelo grande jogo que foi e por todo o contexto que envolvia essa partida...o fato de estarmos sem perder em casa, vcs com um grande time e assim por diante...esse jogo para o Chineiro se tornou como a BATALHA DO " DE MENOR "...hahahaha...grande Fabiano, guri gente boa que naquela época ja enchia o saco do zagueiros, imagina hj...hahahaha...um abração aos amigos do Chineiro e vamos que vamos.

    Carica

    ResponderExcluir
  2. Aquele foi um jogão, saímos fazendo 3 x 0, perdemos Jackson expulso e no final do primeiro tempo o Russo fez um gol. No segundo tempo tomamos o segundo e o Guina fez o quarto pegando de primeira de fora da area. O Russo empatou o jogo em 4 x 4 e no final, já chuvendo, Fabiano bateu uma falta do meio da rua e o goleiro aceitou. Lembro que Mãozinha apitou e garfou o Russo em um gol! heheheee..

    Saímos do jogo e fomos pro jogo Inter x Cruzeiro...

    Saddan foi expulso nesse jogo! heheheee

    Foi jogo legítimo de dois times grandes, provocações, brigas, gols e tudo mais! heheheee

    ResponderExcluir
  3. Acho que o Fabricio fez um gol contra nesse jogo, não?

    ResponderExcluir
  4. Um GOLAÇO contra, deu um peixe e meteu bem no cantinho.

    ResponderExcluir
  5. Saddan e Catarica na mesma zaga?
    Tá louco!!! Imagina no jogo, um querendo gritar e bater mais que o outro... hehehehehe

    Belo trabalho no blog Diego!! Parabéns!!

    Grande abraço da família Polar FC!!!

    Juliano

    ResponderExcluir
  6. Bahhh, é tanta coisa que passou mas que com o Diego contando, tudo anotado, dá pra lembrar...

    Hahahahahaha era muito engraçado, e o futebol muito menos cobrado, já que hoje em dia ficou muito mais sério...

    Bons tempos.

    ResponderExcluir
  7. Fabricio Feijo de Carvalho24 de maio de 2011 18:29

    Pior, fiz um golaço , contra !

    O ano de 2007 com certeza foi o mais complicado da historia chineira, foi o ano que migramos de time de amigos para time de amigos e serio, muitas parceiros sairam mas continuam acompanhando o Chineiro e muitos camaradas novos chegaram, com certeza o jogo contra o Russo foi um divisor de aguas, ali começou a se montar a base forte que temos hoje !

    ResponderExcluir